Vítima de cárcere privado presta depoimento com detalhes aterrorizantes

Mulher que foi mantida em cárcere privado pelo próprio marido, durante o período de 17 anos, prestou depoimento no Rio de Janeiro e revelou detalhes aterrorizantes sobre o caso.

De acordo com a vítima, ela tentou se separar de seu algoz diversas vezes, mas não conseguiu. O autor, identificado como Luiz Antonio Santos Silva, teria dito inúmeras vezes: “Você tem que ficar comigo até o fim, se você for embora só sai daqui morta”.

Ela disse ainda que os filhos, de 19 e 22 anos, eram acorrentados e amarrados e nunca frequentaram a escola, proibidos pelo marido, com quem estava há 23 anos. Segundo o depoimento, tanto ela quanto os filhos eram agredidos física e psicologicamente.

Durante depoimento, a vítima disse que, desde que começou o relacionamento, foi impedida de trabalhar e estudar pelo marido. Alguns moradores do bairro da Foice, em Guaratiba, sabiam dos horrores que aconteciam na casa de Luiz Antonio Santos Silva, conhecido com DJ.

Ele vai responder por sequestro ou cárcere privado; vias de fato; maus-tratos e crime de tortura.

fonte: Jd1 Noticias