Policial federal vai socorrer colega em acidente de trânsito e acaba preso por desacato a PM

Um policial federal foi socorrer um colega que tinha se envolvido em um acidente de trânsito na madrugada deste domingo (27), em Corumbá, no leste de Mato Grosso do Sul, mas discutiu e desacatou os policiais militares que atendiam a ocorrência e acabou sendo preso.

A  Polícia Federal informou que agora não vai se pronunciar sobre o caso.

O acidente que provocou a confusão ocorreu no cruzamento das ruas América e Antonio João, por volta da 1h, e envolveu um carro, onde estava um homem e sua esposa mulher e uma caminhonete, onde estava um agente da Polícia Federal.

Segundo o registro da Polícia Civil, o condutor do carro não teria respeitado o sinal vermelho e acabou sendo atingido pela caminhonete, capotando em seguida. A mulher sofreu ferimentos e levada para o hospital.

O motorista do carro admitiu aos policiais que avançou o sinal vermelho, ingeriu bebida alcoólica e ainda que não tinha carteira de motorista.

Continua após publicidade

Pensou em construir ou reformar? Corre pro Panorama Materiais de Contrução
AV. CAP. OLINTO MANCINI 3770

Por sua vez, o policial federal envolvido no acidente estava tranquilo e como apresentava odor etílico, seria submetido também ao teste de alcoolemia.

Entretanto, antes que isso ocorresse, outro policial federal chegou ao local, para auxiliar o colega. Ele não tinha envolvimento com o acidente, mas começou a interferir no trabalho dos policiais militares que atendiam o caso.

De acordo o boletim de ocorrência, o policial federal que chegou ao local após o acidente,  disse que a aplicação do teste de alcoolemia “ferraria o colega” e deveria haver mais “cordialidade” entre policiais.

A medida que não era atendido, ele foi aumentando o tom de voz e os xingamentos, apesar dos pedidos para amenizar as palavras. Foi então alertado que seria autuado por desacato. Nesse momento, chegou a recuar e a fazer menção que sacaria arma que levava na cintura.

O colega, que se envolveu no acidente, interferiu e evitou que ele atirasse, mas o desacato aos policiais militares continuou. Outra equipe da PM foi chamada até o local para conduzi-lo a delegacia, mas como resistiu, foi desarmado e algemado.

O transporte, inclusive, foi feito no compartimento de presos da viatura. Na delegacia, o policial federal teve as algemas retiradas e recebeu a arma de volta, mas continuou a desmerecer a Polícia Militar. Acabou sendo autuado por ameaça, resistência e desacato.

O policial federal que se envolveu no acidente foi autuado por se recusar a fazer o teste do bafômetro, enquanto que o motorista do carro vai responder por dirigir alcoolizado, por conduzir veículo sem ter carteira de habilitação e por lesão corporal culposa na direção de veículo automotor.

Fonte: G1