Polícia investiga estupro de mulher com deficiência mental após sumiço

A Polícia Civil de Coxim, cidade a 253 km de Campo Grande, investiga o estupro de uma mulher de 35 anos, após sumiço entre a noite de sábado e a madrugada de domingo (9). A vítima tem necessidades especiais e havia sido levada por desconhecidos até a Colônia de Pescadores, onde foi localizada na tarde de ontem.

A mãe da vítima percebeu que a filha havia sumido por volta das 2h30, quando acordou e foi ao banheiro. Ela viu que a filha não estava na cama, além disso, a porta da frente estava aberta e o portão sem cadeado.

O padrasto da vítima chegou a ligar em seu celular, mas um homem atendeu dizendo que estava levando a mulher, sem dar mais detalhes, conforme o site Edição MS.

A vítima, que segundo um familiar, tem mentalidade de uma criança, foi encontrada na Colônia de Pescadores com um homem identificado apenas como Beto. Ele foi detido e levado à delegacia.

A polícia apreendeu os aparelhos celulares do suspeito e da vítima e encontrou várias mensagens onde vários homens encaminhavam à mulher conteúdo obsceno. A maioria enviava e pedia vídeos pornográficos.

Ao portal, um familiar explicou que a vítima não tem noção do que aconteceu. Ela ainda relatou várias situações que serão investigadas pela polícia.

O caso é tratado como estupro de vulnerável. Tanto pessoalmente quanto virtualmente a polícia deve ouvir quem manteve contato com a vítima.

– CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS