mulher suspeita de mandar matar o namorado que tinha caso com a própria filha dele foi presa

Maria Aparecida foi presa pela Polícia Civil, suspeita de mandar assassinar o namorado dela, Jaelson Oliveira, 39 anos, em Canindé, no Ceará. O crime se deu porque ela descobriu que o namorado mantinha relação com a própria filha dele e o parceiro da garota.

A prisão, segundo o G1 do Ceará, ocorreu nesta segunda-feira (27). Conforme a polícia, Maria Aparecida contratou duas pessoas para matar Jaelson e a filha dele, ao preço de R$ 3 mil.

O namorado da filha de Jaelson, que é menor de idade, teria intermediado a tentativa de assassinato.

Horas após a tentativa de homicidio, a Polícia Militar apreendeu um homem e um adolescente de 17 anos, ambos suspeitos de participação nas tentativas de assassinato. Na ocasião, os agentes apreenderam também um revólver que teria sido utilizado no crime.

Trama

Ainda conforme o site, a polícia descobriu que o menor que namorava com a filha de Jaelson foi o primeiro a descobrir a relação incestuosa. Inicialmente ele teria aceitado participar do ‘’casal a três’’, mas revelou tudo para Maria Aparecida.

Maria Aparecida foi ouvida pela polícia e revelou que tentou se separar de Jaelson  quando descobriu a traição e o incesto, mas disse que era ameaçada pelo companheiro. Com isso, ela ofereceu o dinheiro ao namorado da jovem para que ele contratasse os executores do crime.

A polícia espera Jaelson ter alta médica para colher o depoimento e aprofundar as investigações. Se o relacionamento dele com a filha for confirmado, ele poderá responder por estupro de vulnerável.

 

 

(*) top mídia news