MS registra segundo caso de morte por Influenza A H3N2

Mato Grosso do Sul registrou, nesta terça-feira (28), o segundo caso de morte causada por Influenza A H3N2. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (SES), a vítima era uma idosa de 76 anos que morava em Corumbá (MS).

Ao g1, o diretor de Saúde e Assessor Técnico do Corpo de Bombeiros Militar na SES, coronel Marcello Fraiha, detalhou que a idosa deu entrada na Santa Casa de Corumbá no dia 20 de dezembro e acabou falecendo esta tarde.

Ainda nesta terça-feira, a Secretaria de Estado de Saúde confirmou a primeira morte, sendo um jovem de 21 anos, que estava internado no Hospital Regional e morava em Campo Grande. Conforme nota divulgada pela SES, o rapaz deu entrada no CRS Nova Bahia no dia 20 de dezembro e veio a óbito no dia 21 de dezembro. O paciente não apresentava histórico de comorbidades.

Fraiha alertou que não há motivo para pânico, visto que em 2020 foram 8 óbitos em decorrência do vírus.

“Não é momento de entrar em pânico, não podemos caracterizar como um surto. Estamos observando nossa série histórica, em 2016 registramos 116 óbitos por Influenza. Neste ano, pedimos que mantenha os mesmos cuidados para Covid, a vacinação é de extrema importância”, destacou Fraiha.

Ao todo, já foram identificados 37 casos no estado. Todos eles foram notificados em dezembro, sendo os únicos confirmados no estado ao longo deste ano.

Vacina e prevenção

 

A vacinação contra Influenza segue disponível em Mato Grosso do Sul, nos municípios que ainda possuem doses em estoque. Todas as pessoas acima dos seis meses de idade podem receber o imunizante.

As medidas de prevenção são as mesmas das recomendadas ao coronavírus:

  • Manter o uso da máscara, especialmente nos locais pouco ventilados ou em que não é possível manter o distanciamento social;
  • Manter os ambientes bem ventilados;
  • Evitar aglomerações e ambientes fechados (procurar manter os ambientes ventilados);
  • Lavar frequentemente as mãos com água e sabão ou usar álcool em gel;
  • Utilizar lenço descartável para higiene nasal;
  • Cobrir o nariz e boca ao espirrar ou tossir;
  • Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;
  • Evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas de gripe;
  • Dotar hábitos saudáveis, como alimentação balanceada e ingestão de líquidos.

(*)G1 MATO GROSSO DO SUL