Dono de ‘agência de pistolagem’, ex–motorista de Rafaat,  é indiciado por chacina na fronteira de MS

A Justiça do Paraguai denunciou o ex-motorista de Jorge Rafaat, morto por organizações criminosas na fronteira entre Pedro Juan Caballero e Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul. Marcio Ariel Sánchez, conhecido como ‘Abacate’, e seu cunhado Edilson Vargas Armoa foram acusados pela chacina que matou quatro pessoas no ano passado, entre elas a filha do governador do Departamento de Amabay, Ronald Acevedo.

A denúncia foi formalizada pela promotora Alicia Sapriza e está relacionada às investigações contra ‘Abacate’. O ex-motorista, que também atuava como guarda-costas de Rafaat é apontado o líder de uma organização criminosa dedicada ao tráfico de drogas e também como dono de uma ‘agência de pistolagem’ na fronteira, especializada na contratação de assassinos de aluguel.

Segundo informações apuradas até o momento, as investidas contra Sánchez foram intensificadas durante a megaoperação deflagrada pela pelas autoridades paraguaias na última quarta-feira. A ação comandada pela Polícia Nacional teve 18 batidas simultâneas em propriedades rurais, comerciais e residenciais e resultou na prisão de Agudelia Vargas, mulher de ‘Abacate”, que continua foragido, juntamente com Edilson Vargas Armoa.

Ainda segundo o Ministério Público do Paraguai, durante a operação foram apreendidas armas de grosso calibre e bens, como carros e propriedades. Entre as propriedades que fazem parte da fortuna conseguida segundo a Justiça por serviços que incluem mais de 50 crimes de pistolagem, estão casas, um supermercado e também uma fazenda e também uma estância especializada em criação de cavalos de raça.

“Nessa operação apreendemos uma fazenda com um número significativo de gado e outros animais. Em outro local apreendemos um estábulo onde havia cerca de sete cavalos de corrida e também uma loja, um supermercado, um cabeleireiro e outras propriedades”, explicou o promotor  Osmar Legal, que também acompanha o caso,  durante entrevista à Rádio Monumental 1080 AM.

Além de já ter prova de que a ‘agencia de pistolagem’ é a responsável pela morte de Haylee Acevedo em outubro do ano passado, a operação segue com investigações para saber se o grupo também está relacionado ao assassinato do prefeito de Pedro Juan Caballero, José Carlos Acevedo.

Fonte: Midiamax

continua após publicidade 

BECELLI CASA DE CARNES
Rua: Bom Jesus da Lapa, 4079, vila Alegre (esquina com Alba Cândida Pereira)
Fone (67) 99658-6422