Com as mãos amarradas, homem é executado em estrada na fronteira

A matança não cessa no trecho mais violento fronteira do Paraguai com o Brasil. Juan Ismael Ferreira Casco é a mais recente vítima. Cidadão paraguaio, ele foi executado na beira de uma estrada de terra perto da Colônia Mariscal López, em Capitán Bado, cidade separada por uma rua de Coronel Sapucaia (MS), a 400 km de Campo Grande.

Com as mãos amarradas, o corpo foi encontrado por moradores que passavam pela estrada e acionaram a Polícia Nacional. O promotor de Justiça Hernán Mendoza foi ao local acompanhando os policiais.

Em entrevista a uma emissora de rádio da fronteira, Hernán Mendoza disse que Juan Ismael foi morto com pelo menos três tiros de pistola 9 milímetros.

Continua após Publicidade

OFICINA DA PIZZA
Rua João Dantas Figueira, 1107
Delivery (67) 99135-6765

Pelas características da cena do crime, ele acredita que o homem tenha sido levado de carro até a beira da estrada e executado. Juan morava em Capitán Bado e possivelmente foi sequestrado na cidade e levado para ser morto em local afastado.

As cidade-gêmeas Capitán Bado e Coronel Sapucaia são a segunda região de maior presença do crime organizado na linha internacional formada, sendo superada apenas por Pedro Juan Caballero-Ponta Porã. A região tem forte influência de facções criminosas.

Fonte: Campo Grande News