Casal de jovens foi incinerado ao ir comprar droga no território do tráfico

Foram identificados como Eva Mariza Sosa Campuzano e Rafael Ramon Maidana, ambos de 21 anos, os corpos incinerados em um veículo que foi localizado nesta terça-feira (03) em uma estrada de terra na Colônia Tacuaremboy, a 25 km de Paranhos, em Mato Grosso do Sul.

Eva e Rafael moravam em Presidente Franco, no Alto Paraná e teriam ido até a fronteira comprar drogas. Conforme apurado pela reportagem eles teriam sido vítimas do golpe conhecido como “3 em 1”, que é quando um usuário compra certa quantia de drogas e é assassinado em seguida pelo traficante.

continua após publicidade 

MUNDO DAS TINTAS O NOME FORTE EM TINTAS.
VENHAM CONFERIR AV. ROSARIO CONGRO N. 2543 PROXIMO AO NATELHA CUPIM OU LIGUE 99295.1780

Um outro casal de estudantes de medicina brasileiro, também teria acompanhado as vítimas até a região de fronteira. Entretanto, eles ficaram hospedados em um hotel enquanto os amigos saíram para buscar as drogas e acabaram sendo executados.

O caso – O Toyota Premio totalmente incinerado foi localizado por moradores por volta de meio-dia de hoje (2). O local onde os corpos foram queimados fica em área dominada por traficantes que cultivam maconha na Reserva Ambiental Mbaracayu, de 45 mil hectares.

Os corpos ficaram totalmente queimados. É possível ver apenas os ossos sobre os bancos incinerados. Com as mortes de hoje, chega a quatro o número de pessoas assassinadas naquela região da linha internacional entre o Paraguai e Mato Grosso do Sul.

Fonte:  Campo Grande News