Bombeiros tentam reanimação por 1 hora, mas bebê morre após parto domiciliar em Campo Grande

Um recém-nascido morreu após parto domiciliar realizado na madrugada deste domingo (24), em uma residência no bairro Parque Novos Estados, em Campo Grande. Informações da família que constam no boletim de ocorrência são de que a gestação estava bem e de que a mãe estava acompanhada por duas enfermeiras.

Conforme o registro, comunicado por uma mulher de 57 anos, mãe da gestante de 28 anos, a filha havia optado pelo parto domiciliar desde o início da gravidez, bem como teria realizado todos os exames médicos necessários que sinalizaram para boas condições de saúde do bebê.

Por volta das 13h de sábado teve início o trabalho de parto acompanhado pelas enfermeiras. Às 1h52 do domingo o nascimento ocorreu. No entanto, conforme relatado pelas profissionais de saúde, a criança nasceu hipotônica, hiper reativa e com baixa frequência cardíaca. Após nascer, as profissionais teriam iniciado manobras de massagem cardíaca, quando foi solicitado apoio médico.

Todavia, o Corpo de Bombeiros, que atendeu o chamado, tentou reanimação por 61 minutos, mas sem sucesso. A mãe foi encaminhada para a maternidade Cândido Mariano. Foi registrado boletim de ocorrência por morte a esclarecer na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do centro.

(*) MIDIA MAX